Dirceu Benedito Marchioli. Despejou a mãe em 2005. Dirceu Maravilha é uma farsa imoral no seu dial !

dirceu benedito marchioli- 14-07-2008Há cinco anos o radialista residente atualmente  na cidade de São Paulo, Dirceu Benedito Marchioli, codinome “Dirceu Maravilha”, com passado profissional nos anos 70 e 80 na cidade de Marília, mas sendo natural de Ibitinga, Estado de São Paulo, nascido em 05 de março de 1953, e tendo trabalhado nas Rádios Vera Cruz de Marília, e Rádio Clube de Marília, e com passagens pelas rádios Difusora de São Paulo, Rádio Tupi AM,  Bandeirantes, e atualmente afastado da Rádio Record, por se recusar a fazer o exame do etilômetro em uma blitz da Polícia Militar em 2008 (foto à esquerda), vulgo Bafômetro, despejou a sua mãe Emilia Sanches Marchioli, à época moradora na Rua 9 de Julho 727, cidade de Marília, Estado de São Paulo.

DATA INESQUECÍVEL – dia 06 de julho de 2005.

Na cidade de Marília, Dirceu Benedito Marchioli, tinha como sócios – Silvio Marchioli (pai) e Emilia Sanches Marchioli (mãe).

Nome da empresa: Organização Ipanema Publicidade e Cobrança S/C Ltda.

Criada em 1977.

Inicialmente funcionava na Rua de XV de Novembro, e posteriormente transferida para a Rua 9 de Julho 731.

Pois bem leitores do blog…

Uma data que não pode ser esquecida dos leitores do blog.

Com um padrão moral a ser pesquisado na literatura médica, pois despejar a sua própria mãe não encontra precedentes na literatura médica brasileira e ou internacional.

Uma psicopatia !

Uma sociopatia !

Talvez, o médico psiquiatra Michael Stone, da Universidade da Columbia,  possa explicar em  seu famoso Índice da Maldade (níveis de 1 a 22), quais eram sua reais intenções de seu ato nefasto realizado em 1995 em face de sua mãe Emília Sanches Marchioli.

Sugestão para o caso em tela: nível 21:

Psicopatas que torturam até o limite, mas sem nunca terem cometido um assassinato.

A verdade, pelo que se colheu de informações, é que Dirceu Benedito Marchioli, não ficou nada satisfeito quando sua mãe Emilia Sanches Marchioli teve que se utilizar da via judicial quando soube que após a morte do seu marido Silvio Marchioli em 1993, o radialista (filho), se utilizando da  dissimulação e vigarice, pediu para a mesma assinar um documento em branco em 1995.

E assim ela o fez.

Detalhe: não sabe nem ler e nem escrever.

Ato: transferir 50% das ações da empresa, mesmo após a  morte de Silvio Marchioli (pai), para si deixando Emilia Sanches Marchioli (mãe) com 1% das ações da empresa.

Inacreditável !!!

Uma fraude no inventário em curso !

A senhora Emilia Sanches Marchioli  ao ser esclarecida em uma consultoria jurídica na cidade de Marília de que foi lesada em sua empresa após a morte de seu marido em 1993 [Silvio Marchioli], não restou outra alternativa a mesma a não ser propor uma ação de  Prestação de Contas a fim de saber qual a real situação das contas da empresa Organização Ipanema Publicidade e Cobrança S/C Ltda.

Detalhe: nesse documento em que se consuma a transferência irregular das ações, o radialista informou a sua mãe, a qual é analfabeta, que se tratava apenas de um ato de encerrar as atividades da empresa Organização Ipanema Ltda após a morte de Silvio Marchioli.

Na verdade o tal pedido ocultava um outro “pedido oculto” que era de passar todas as ações da empresa para o próprio radialista.

Uma fraude ao inventário que se  materializava com a morte de Silvio Marchioli ocorrida em 1993.

Objetivo: lesar herdeiros !

O juízo de primeira instância na cidade de Marília ordenou explicações na ação de Prestação de Contas em face do radialista Dirceu Benedito Marchioli, o popular “Maravilha”.

Dirceu Maravilha: o soberbo, arrogante, e dissimulado.

Dirceu Maravilha na narração, e cinzento nas suas ações morais com familiares ?

Como forma de retaliação, o popular “Dirceu Maravilha”, despejou sua mãe na cidade de Marília, tão logo soube que sua mãe entrou com ação judicial a fim de preservar seus  direitos, após a morte de seu marido.

Inicialmente uma notificação extrajudicial para tentar lograr êxito e retirar sua mãe do imóvel.

A estratégia jurídica do radialista foi a de que o imóvel estava no nome dele [era o sócio letrado em face de dois outros sócios analfabetos(pais)], e tudo que a sociedade auferia em lucros, comprava imóveis somente no nome de DIRCEU BENEDITO MARCHIOLI.

Como a senhora Emilia resistiu, o radialista que se autointula, “O Maravilha”, propôs ação de Reintegração de Posse em face de Emilia Sanches Marchioli (matriarca da família).

AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE.

Inacreditável: Emilia Sanches Marchioli lutando pelos seus direitos na sociedade Organização Ipanema Publicidade e Cobrança S/C Ltda, e Dirceu Benedito Marchioli se utilizado de uma ação judicial para despejá-la, pois a titularidade já lhe pertencia, pede a REINTEGRAÇÃO DE POSSE.

Uma covardia do nobre MARAVILHA !

Dirceu Maravilha uma farsa IMORAL no seu dial !

Mais emblemático, que covardemente na audiência ocorrida  no Fórum de Marília (Primeira Vara Cível), o radialista não compareceu, mas seu patrono sim: JOSE LUIZ CORAZZA MOURA.

Não quis enfrentar ou encontrar mãe e herdeiros na audiência.

Covarde !

E nessa audiência, houve o pedido de desocupar o imóvel situado na Rua 9 de Julho 727, Marília, São Paulo, sob pena de DESOCUPAÇÃO FORÇADA.

DESOCUPAÇÃO FORÇADA em face da mãe não encontra precedentes na mídia brasileira !

Uma situação estupefaciente !

INACREDITÁVEL TANTA ARDILOSIDADE E VILEZA !

Mas, o radialista gosta de bajular quem o bajula, ainda que para com seus familiares seja bem hipócrita e pernicioso.

Em 2007, pasmem os leitores, o radialista, amedrontado com o desenrolar da ação em curso, informou a sua mãe que é analfabeta, que o “juízo de primeira instância” havia definido que ela precisava assinar outro documento para “encerrar a ação”, e os herdeiros seriam todos contemplados, anulando o ato fraudulento perpetrado pelo mesmo em face da sua mãe e dos herdeiros em 1995.

O radialista consegui enganar mais uma vez sua mãe em 2007, pois ao assinar outro documento em branco, estava assinando uma transação, artigo 269, III, do Código de Processo Civil.

344.01.2004.001776-3/000000-000 – nº ordem 1013/2004 – Prestação de Contas – EMILIA SANCHES MARCHIOLI X DIRCEU BENEDITO MARCHIOLI – Vistos. Homologo por sentença a fim de que produza seus devidos e legais efeitos o acordo celebrado entre as partes nestes autos da ação de Prestação de Contas que Emília Sanches Marchioli contra Dirceu Benedito Marchioli, declarando extinta nos termos do artigo 269-III do Código de Processo Civil. P. R. e Int., após o trânsito em julgado, comuniquese e arquivem-se. – ADV MARLUCIO BOMFIM TRINDADE OAB/SP 154929 – ADV JOSE LUIZ CORAZZA MOURA OAB/SP 31329

Os herdeiros jamais viram a cor do dinheiro.

Que vergonha Dirceu Maravilha !

A senhora Emilia Sanches Marchioli foi enganada duas vezes – em 1995 (transferência de sua quota-parte fraudulenta), e 2007 (transação com o radialista, sem saber da natureza do ato de que seria uma transação) pelo radialista Dirceu Benedito Marchioli.

Infelizmente nos dias de hoje, o radialista que está afastado da Rádio Record, por ser alcoolista de longa duração, cujo hábito foi descoberto pela mídia brasileira ao se recusar a fazer o teste do etilômetro em uma bliz da Polícia Militar (foto acima) na cidade de São Paulo em 2008 está sem trabalhar na melhores emissoras do Brasil.

O máximo que vai conseguir é trabalhar em uma FM, em São Paulo, se muito, já que as AM não o querem !

E, talvez um convite semanal para participar de um programa aqui, e outro ali de algum amigo mais próximo, até que se descubra sua arrogância, e então, não será convidado mais.

Dirceu Benedito Marchioli era um contumaz  consumidor de lança-perfumes nos carnavais de Marília.

Mas o que é lança-perfume ?

O lança-perfume é uma mistura de eter, clorofórmio, cloreto de etila (cloretila) e essência perfumada, embalada de forma líquida e pressurizada.

O efeito esperado de euforia, no entanto, geralmente dá lugar a uma fase de depressão do cérebro, na qual a pessoa passa a ficar desorientada, confusa e pode perder o autocontrole e os reflexos e entrar em processos alucinatórios.

Os riscos nesse período referem-se à possibilidade da pessoa adotar comportamentos arriscados e indesejados e, sobretudo, à evolução para a perda de consciência, queda de pressão, surtos de convulsão, podendo levar à entrada em coma e à morte.

O uso crônico de solventes e inalantes pode levar à destruição de neurônios causando lesões irreversíveis no cérebro.

Além disso, a aspiração repetida pode levar as pessoas a apresentarem-se apáticas, com dificuldade de concentração e com déficit de memória.

Acho que o uso de lança-perfume cronicamente lesou os neurônios do radialista que gosta de ser chamado: “O Maravilha”.

Despejar sua mãe do imóvel da família não é nada maravilhoso nobre radialista  Dirceu Benedito Marchioli, ou popularmente  conhecido nas mídias esportivas como  “Dirceu Maravilha”.

O INDICE DA MALDADE 2

2 opiniões sobre “Dirceu Benedito Marchioli. Despejou a mãe em 2005. Dirceu Maravilha é uma farsa imoral no seu dial !”

  1. É realmente uma vergonha este País. Como o programo do Sr. Neto ocupa espaço com esta figura?
    Baixo nível né? Só podia ser

    O que ele faz pelo esporte ou pelo futebol?. Só sabe falar mal das pessoas de maneira imoral e não tem um pingo de ética.

    Maldoso, venenoso e não respeita ninguém. E porque ele não se olha no espelho para ver refletir o demoníaco semblante do mal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *